EDITORA: GALERA RECORD
LANÇAMENTO: 2012
Nº. DE PAGINAS: 280
CLASSIFICAÇÃO: 4 Espadas!!!
ONDE COMPRAR:


Olá pessoal! Hoje trago a resenha de “Todo Dia”, um romance inovador que me surpreendeu. Não sou muito chegado a romance, mas a historia desse livro é muito boa. Vamos lá!

“Todo dia sou uma pessoa diferente. Eu sou eu, sei que sou. Mas também sou outra pessoa. Sempre foi assim.”

O livro conta a historia do “A”, eu falo A porque ele não tem um nome especifico, nem um corpo especifico. Deste que nasceu, A nunca teve um corpo definido, porque todo dia ele acordava em um corpo diferente, vivendo a vida daquela pessoa por um dia. Ele só entra no corpo de pessoas da sua idade, o livro o retrata com 16 anos. Pode ser difícil de compreender, mas a mente de A já se acostumou. Suas idéias nunca mudam, ele apenas muda de corpo. Mas, cada dia é uma vida diferente, em um mundo diferente, A precisa acessar a mente da pessoa para descobrir o seu nome, oque faz da vida, se é arrumada, fumante, garoto ou garota... Mas essa é parte mais fácil para se ajustar. “É a vida, o contexto do corpo, que pode ser difícil de entender.”

A historia começa com o primeiro corpo que A narra, Justin. Mas, esse corpo foi diferente, porque antes A não tinha um razão de estar ali, ele apenas vivia sem motivos, nem ideais, mas ao conhecer Rhiannon, a namorada de Justin, ele se apaixona de uma forma que quer reencontrá-la de qualquer forma, todo dia.

Bom, não vou contar mais nada se não irei estragar a estória rs O livro dá uma nova visão de romance, isso oque eu observei, por mais que eu não seja um “expert” nessa área dá para perceber que o seu enfoque principal não está no como A se apaixona por Rhiannon, mas sim em cada corpo que A entra. O livro detalha a vida de cada um, e esses vão de drogados a valentões, pobres e ricos. Alguns são narrados bem futilmente, em 1 ou 2 paginas, mas em tudo essa é a grande mensagem do livro. Assim, este está designado mais ao público adolescente.

Sobre os personagens o livro retrata alguns apenas, que são: Rhiannon, em algumas partes o Justin, os corpos de A é claro e Nathan(esse ultimo eu não posso descrever muito, se não vou dar muito spoiler). Rhiannon é uma adolescente muito meiga e simpática com as pessoas, tratando com carinho qualquer um que ela encontre. Mas ao mesmo tempo tomei raiva do Justin, porque ele não liga para Rhiannon, dela ele só quer “aquilo”, mas ela continua com ele, assim, A quer conquistar-la porque ele não aquenta ver ela junto de alguém como Justin.

Passagem que eu gostei:

“Sou um andarilho e, por mais solitário que isso possa ser também é uma tremenda libertação.”

Bom, é isso, espero que tenham gostado da resenha. Deem sugestões/dicas, se gostaram muito do blog, sigam, por favor, assim você recebe as atualizações. Abraços ;) !!!
Reações: